sábado, 1 de abril de 2017

O Lado Feio do Amor


Título: O lado feio do amor
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera
Ano: 2014 (original)/ 2015 (Brasil)

 O espinho da melhor flor…


      Tate Collins é uma garota estudiosa e independente que decide se mudar para o apartamento do irmão, Corbin, em São Francisco, para se dedicar ao mestrado em enfermagem. Assim que chega de viagem, ao invés do irmão, encontra um bêbado sentado à porta, insistindo para entrar. O que ela não esperava era que o tal bêbado era vizinho de frente e um dos melhores amigos do seu irmão. E que sóbrio ele era muito, muito lindo. Depois daquele inusitado primeiro encontro, Tate se vê cada vez mais atraída pelo misterioso homem de passado obscuro, que parece observá-la  muito mais do que como uma simples vizinha.
     Miles, assim como Corbin, também é piloto de avião. Ele se apaixonou perdidamente por uma garota no ensino médio, mas o trauma do que quer que tenha passado com ela ainda assombra e paralisa a sua vida até hoje.
     Logo, a inegável atração entre Tate e Miles fica cada vez mais forte, quando Miles propõe um acordo. Ou melhor, regras para eles se relacionarem, já que concordaram que não seria possível uma relação normal. Não com um passado sombrio como dele, nem com um irmão ciumento como o dela.
    “Não me pergunte sobre o meu passado e nunca espere de mim um futuro”.  Essas eram as regras de Miles. E este foi o acordo entre eles.
     À medida que o tempo passa, porém,  o sentimento entre os dois cresce, e Tate já não sabe mais se poderá continuar abrindo mão do passado e do futuro do homem que passou a amar. Mas, entre cada capítulo dessa história, há mais uma pista sobre o que aconteceu com Miles, e a razão para ele não querer mais se apaixonar. Ele conhecera o lado feio do amor:
 “Faz com que perceba que todas essas partes bonitas sequer valem a pena.  Sem o bonito, você nunca vai correr o risco de sentir isso. Então você abre mão dele. Abre mão de tudo. Nunca mais quer amar novamente, não importa o tipo de amor, porque não vale a pena sentir o amor feio de novo por nenhum tipo de amor.” (p. 291)

PING-PONG:

Título e capa:  Todos ouvimos falar que o amor é um sentimento bonito. Como também não seria, se está sempre associado a sorrisos, música, poesia? Mas a verdade é que um sentimento tão profundo também tem um potencial destruidor. É o que a autora chama de lado feio do amor. A capa é em relevo, e remonta ao fundo de um lago ou oceano. Esse foi o ambiente em que Miles descobriu esse tão triste lado.

Como o livro me achou: É, Carol, essa sofrência toda foi culpa sua, hahaha! Descobri esse livro na resenha do blog parceiro Caverna Literária. O título e o tema pareciam promissores, mas ver o impacto do livro em uma colega tão crítica, me fez querer ver de perto essa história. 

Foi top: A profundidade do livro em um ritmo tão delicioso. O tema é pesado, mas a autora conseguiu colocar romantismo e muita comédia para fazer o livro ser devorado em pouquíssimo tempo. Além disso, tem umas tiradas que fizeram eu rabiscar o livro todinho com marcações de possíveis quotes para fazer essa resenha no blog.

Estragou: Achei a linguagem péssima. Há palavrões e impropérios para todo lado, e cenas quentes, para mim, desnecessárias. Acho que o tema de superação é mais do que cenas de sexo para entrar nos best-sellers. Como sempre, só minha opinião.

Só nesse Livro: Tenho que falar que a diagramação é um arraso. Enquanto você acompanha a história de Tate e Miles, o livro é intercalado com as lembranças de Miles na sua adolescência em uma forma lindamente poética. As palavras e as letras formam desenhos, em uma verdadeira obra de arte. Vale a pena conferir.

Quem me conquistou:  Tenho que dar este crédito para o velhinho porteiro. O nome dele é Samuel, mas todos os chamam de Cap. Ele é um dos velhinhos mais fofos que eu já li em histórias de romance. Tem um papel importante na evolução da relação atípica de Tate e Miles, seja com sábios conselhos, ou com a leveza de piadas que só os anciãos costumam fazer.
 “O dono me deu esse trabalho por pena, para me manter ocupado até morrer. -  ele sorri para si mesmo - O que não percebeu foi que Deus me deu muitas missões importantes para cumprir na vida, e,  nesse momento,  estou tão atrasado com elas que nunca vou morrer.” (p.8).
“- Já escutou aquela expressão ‘quando a vida te der limões’...
- Faça uma limonada - digo, terminando a frase dele.
Cap olha para mim e balança a cabeça.
- Não é assim. Quando a vida te der limões, é melhor saber nos olhos de quem você precisa espremê-los." (p. 243)
Quem podia cair fora:  Tem um tal de Dilon, também colega piloto de Corbin e Miles, que é o maior safado. Ele é casado e, mesmo assim vive dando em cima de Tate. Mas se não é ele, também, perderíamos a impagável cena de ciúmes de Miles.

O que o livro me ensinou: 
“Percebi…  bem agora…  que Deus nos dá a parte feia para que possamos dar valor a parte bonita da vida.” (p.148)

O livro é bonito e dá muito o que se pensar. Todos nós, alguma vez na vida, já nos fechamos para o amor pelo poder que ele tem de nos ferir. Mas a verdade é que a dádiva que ele nos concede compensa todo e qualquer sofrimento que venhamos a ter.

Recomendo para uma leitura reflexiva e divertida a quem quiser torcer pelo lado bonito do amor.



8 comentários:

  1. Oi Fernanda, obrigada por sua visita ao meu blog. Sempre que venho aqui encontro um novo livro que me agrada. Fiquei bastante interessada nesse também. Sobre seu e-mail, eu te respondi, talvez ele tenha caído no lixo eletrônico. Irei te reenviar novamente!

    Tem post novinho por lá e já te convido a ir lá ver :3 Beijocas!



    Sorriso Jovem | SJ Oficial Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hilda, que bom que está gostando das indicações!! Espero que faça boas leituras!
      Sobre o e-mail, talvez tenha acontecido isso mesmo =(

      Um grande beijo!!!

      Excluir
  2. Aaaaai que linda você!!! Fico tão feliz por você ter lido uma indicação minha e gostado! Quando abri o post e vi que era sobre O lado feio do amor eu já sabia que ia surtar no comentário falando que era o meu livro favorito da Colleen, mas nem precisou, pq vc já sabia disso hahahahha. Os livros da Colleen são bem assim. Alguns impactam mais do que outros, e a opinião das pessoas sempre varia. Foi um livro bem conflituoso pra mim, porque ao mesmo tempo que amei, odiei pelo descaso dele com os sentimentos dela, como se a dor dele fosse a maior de todas e ninguém nunca fosse compreendê-lo. Mas eu sou masoquista e adoro esses livros de sofrência, então... hahaha. Adorei a sua resenha, ficou sensacional como sempre!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpada foi você, Carol! hahahaha
      Sua resenha incrível que me levou para esse mundo de Tate e Miles!
      O livro é realmente muito bom. Que a escritora tem o dom, isso não há dúvidas. O enredo é que às vezes gera esses conflitos, como você falou, mas a gente sofre mesmo e pronto, né? rsrs

      Muito obrigada pela indicação! ;-)
      Beijo!

      Excluir
  3. Está na minha lista de leitura já faz algum tempo, espero ler o quanto antes tbm <3

    xoxo
    www.amigadaleitora.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amiga! Seja bem-vinda aqui no espaço!
      Espero que goste da leitura, um romance que vale a pena!

      Beijos

      Excluir
  4. Ferrrrr
    to doidinha pra ler esse tambem da titia CoHo!!!!

    PORQUE ESSES HOMI BONITO TEM QUE CONHECER O LADO FEIO? QUE VENHA SÓ COISA LINDA POOOOOOOO
    quero mt ler esse
    <3
    OMG FIQUEI CURIOSA COM A CAPAAAAA

    a carolzitcha indica uns livrinhos tão <3
    omgggggggg
    quero ver essa diagramação...seempre fechada ao amor
    mas vamos ver rsrsrs
    aaah rapidinha, deixa eu comentar!
    eu amei a sua criatividade e amei seu texto
    me fez ficar pensando depois, sabe? Precisamos sair da rotina porque as vezes ela nos desgasta, infelizmente.. Adoreeeeeei, provar um sushi, uma tapioca, um wrapped... :D
    Amei de verdade!
    Um grande abraço
    beijocas
    Pâm - www.interruptedreamer.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâm!
      Verdade, amiga... Deixa a gente mostrar o lado bonitos,né? Hehehhe
      Ah, adorei o desafio do seu blog! Tá aí uma proposta que não esperamos encontrar kkkk mas valeu a experiência :)

      Beijo grande!!!

      Excluir

Que tal debatermos sobre esse livro?
Deixe seu comentário!